Título do Livro: A Rainha Vermelha
Autor (a): Victoria Aveyard
Editora: Seguinte
Número de Páginas: 422
Nota:


Sinopse: O mundo de Mare Barrow é dividido pelo sangue: vermelho ou prateado. Mare e sua família são vermelhos: plebeus, humildes, destinados a servir uma elite prateada cujos poderes sobrenaturais os tornam quase deuses.
Mare rouba o que pode para ajudar sua família a sobreviver e não tem esperanças de escapar do vilarejo miserável onde mora. Entretanto, numa reviravolta do destino, ela consegue um emprego no palácio real, onde, em frente ao rei e a toda a nobreza, descobre que tem um poder misterioso Mas como isso seria possível, se seu sangue é vermelho?

Em meio às intrigas dos nobres prateados, as ações da garota vão desencadear uma dança violenta e fatal, que colocará príncipe contra príncipe - e Mare contra seu próprio coração.

Resenha: O que me chamou atenção logo de cara foi essa linda capa e me deixou um tanto curiosa pela leitura. Quando comecei a ler algumas resenhas, percebi que precisava conhecer mais de pertinho essa história. E no final das contas, não me decepcionei.

Somos apresentados a Mare, uma jovem com temperamento forte e decidida. Ela é moradora de um vilarejo pobre chamado Palaphitas, cuja população é explorada por uma classe privilegiada. Aqui as pessoas são separadas pela cor do sangue. Os de cor vermelho são seres ordinários e os de cor prata tem habilidades especiais, tais como ler mentes, manipular elementos naturais, sendo assim eles tem o poder de forma única, controlando a vida dos vermelhos como bem querem.

A vida das duas “classes” são bem distintas. Enquanto os vermelhos vão para as guerras, trabalham demais, os prateados ostentam luxo e riqueza, deixando os menos favorecidos com a pulga da justiça nascendo.

Mare é de sangue vermelho. Logo ela será enviada para a guerra, pois não tem talento - como o da irmã, que costura para fora. Para ajudar a família, ela furta alguns itens dos prateados e leva para casa, mesmo não sendo bem recebidos por seus familiares.

Por ironia do destino uma de suas vítimas acaba dando um emprego pra Mare no palácio e, em um belo dia, está acontecendo um evento importante para os prateados. Estão escolhendo princesas para dois príncipes. Em uma ocasião nossa protagonista descobre que tem uma habilidade especial, mesmo sendo de sangue vermelho, e não consegue entender.

A história é narrada em primeira pessoa. A autora conseguiu enriquecer a obra com detalhes sem deixá-la arrastada ou cansativa.

Li muitas comparações com outras distopias. Eu que sou fã concordo com algumas, mas tenho que afirmar que aqui encontramos algo a mais. Só lendo para entender e compreender.

Indico a fãs de distopias e para aqueles que pretendem ler algum livro do gênero. Vão começar com o pé direito. 




14 Comentários

  1. Olá.
    Acho que essa capa deixa qualquer leitor curioso para conferir melhor o livro por dentro kkkk. Amo livros narrados em primeira pessoa então esse já é um ponto forte, além da premissa maravilhosa desse livro. Que bom que a autora foi detalhista na medida certa sem deixar que isso cansasse o leitor.
    Amei sua resenha e espero ler o livro em breve.

    ResponderExcluir
  2. Acho as capas dessa serie maravilhosas! ♥
    Amo distopias, mas ando com uma preguicinha de começar a ler esses livros. Fico feliz que tenha curtido a leitura, espero ter minhas proprias experiencias futuramente.

    Raissa Nantes

    ResponderExcluir
  3. Olá,
    Gosto bastante de distopias e essa parece ser incrível. Já vi ótimos comentários sobre o livro e espero poder lê-lo em breve. Até porque gosto de livros que abordem classes ou realidades diferentes. Acho que enriquece a obra.
    Adorei a resenha, muito bem escrita.

    ResponderExcluir
  4. Oi Mari
    Olha de agosto não passa a leitura desse livro. Agora vai. Enrrolei desde o ano passado, mas prometo que vou conhecer a serie.
    A escrita e a temática da autora parecem muito promissoras e a personagem muito forte. Espero gostar. Vai ser o primeiro da Tbr

    Abraços
    David
    http://territoriogeeknerd.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi, desde que lançou esse livro que estou louca pra lê-lo, por ser uma distopia, gênero que amo, e pela sua premissa que é diferente dos outros que li do mesmo gênero, e sua resenha só instigou mais a minha curiosidade, pois quero saber porque a Mare é especial se ela tem sangue vermelho. Estou louca para ler. Amei a resenha.
    bjus

    ResponderExcluir
  6. Oie!
    EU já tive o prazer de iniciar essa série, e adorei o primeiro e segundo livro publicados. A trama é ótima, envolvente, e quando menos espera, já está viciado na história e não consegue mais parar. Uma ótima indicação.
    bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  7. Oi Mari!
    Eu não tinha dado tanta importância para esse livro por ter ouvido também que esse livro é bem parecido com outras distopias. Mas eu o adicionei na minha lista de desejados para dar uma chance a ele. Também sou apaixonada pela capa.
    Beijos!
    Daisy - nuvemdeletras.com

    ResponderExcluir
  8. Oi linda,

    Gostei muito da sua resenha, mas não gostei desde primeiro livro dessa série por causa da falta de tato da autora. As 200 primeiras páginas li de forma arrastada e só quando Mare descobre seus poderes que as coisas fluem, porém a ausência de ordem cronológica nos fatos e explicações históricas me decepcionaram muito.
    O segundo livro ficou beeem melhor porque ela encontrou o equilíbrio, todavia ela tem que se desvincular dos clichês e trabalhar o que ela se propõe a fazer.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Olá, tudo bem?
    Já li algumas resenhas sobre este livro.
    A premissa não me lembra outro livro do gênero, mas, só lendo pra ter certeza.
    A capa é bem chamativa. Dá vontade de comprar o livro só pela capa, rs.
    Fiquei curioso para saber o que vai acontecer com a protagonista :)
    Uma boa dica. Lerei assim que puder.
    Abraço.
    http://oblogcaentrenos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi,
    Realmente a capa é linda d+ e ainda bem que você não decepcionou!!
    Sou fã de distopias, mas sempre tive um pé atrás com esse livro por achar que seria mt parecido com outras séries! Saber que encontramos algo a mais, me deixou curiosa!
    Bjs!
    Fadas Literárias

    ResponderExcluir
  11. Olá, tudo bem?

    distopia tá na moda, né? Meus amigos andam indicando tantos livros do gênero...

    Sua resenha tá uma graça, uma delícia de ler, deu até curiosidade. Parabéns!

    bjss

    ResponderExcluir
  12. Queria ter gostando desse livro, mas não foi o tipo de leitura que me agradou. Honestamente? Achei o enredo muito bagunçado e a personagem principal me dá nos nervos.

    http://laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Ola...
    Concordo com você... a primeira coisa que chama a atenção nesse livro é a capa, sem sombra de dúvidas. Sou fã de distopia também e acho que isso é um outro fator para a leitura desse livro, sem contar nos infinitos elogios que a trama recebeu, incluindo o seu.
    Espero poder ler em breve essa série.

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

    ResponderExcluir
  14. Oi Mari, eu também resolvi ler esse livro depois de tantas opiniões positivas a respeito e não me decepcionei. A história segue uma constância não deixando a leitura cansativa. Eu simplesmente amei esse livro.
    Bjim!
    Tammy

    ResponderExcluir

Agradeço desde já sua visita, adoraria saber sua opinião, critica, elogio, sugestão.
Ah deixe seu link que assim que possível retribuo a visita e o comentário.
Alguma dúvida enviar o e-mail para mari.blogstoriesandavice@gmail.com.
Beijo Mari ♥