Título do Livro:  Nocaute
Autor (a): Anderson Fernandes e Débora Kaoru
Editora: Buriti
Número de Páginas: 184
Sinopse: Está em franca discussão no Congresso e principalmente no País, a possibilidade de redução da maioridade penal, de 18 para 16 anos. Neste cenário, “Nocaute”, dos jornalistas Anderson Fernandes e Débora Kaoru, autores do livro “Entre Quatro Poderes”, conta a história de Antonio Silva, Pitbull, que ainda na infância enfrenta a morte dos pais e acaba sendo direcionado para um orfanado e após alguns crimes, para uma unidade de internação de menores. Neste local, o menino conhece o casal Marcos e Claudia, que o ensinam o sentindo da vida, por meio da educação e do esporte.
Após enfrentar muitos desafios, Pitbull, um menino pobre e sem perspectiva alguma de vida, consegue se tornar campeão mundial de UFC. Além da redução da maioridade penal, o livro debate diversos outros temas, como ECA, suicídio, importância da leitura, uma doença rara chamada Machado Joseph, e principalmente a importância de seguir em frente, mesmo frente aos diversos problemas que aparecem durante a vida.

Resenha: Nocaute foi um livro que me deixou sem palavras na hora da resenha. Quando o recebi, li tão rápido, tamanho desespero pelo fim de uma história um tanto forte e tão próxima da realidade.

Conhecemos a história do jovem Antônio Silva ainda na barriga da mãe, uma menor de idade que namorava um traficante da favela e acabou falecendo no parto. O pai de Antônio é assassinado pelo avô, como vingança pela morte da sua filha e por todo acontecimento.

Seus avós paternos fogem, deixando seu único neto órfão para trás, uma vez que eles nunca apoiaram relacionamento da filha.

Agora a única pessoa que resta para criar o jovem menino é seu Tio Claudemir, um PM que se esforça bastante para ser promovido e conseguir sair da favela, dando assim um futuro melhor para seu sobrinho. Mas em uma tragédia, ele acaba morrendo, deixando Antônio novamente sem parentes.

Ele vai para um abrigo e lá acaba recebendo um apelido de acordo com seu comportamento: Pitbull. Ninguém quer adotá-lo ou ouvir o que ele tem a dizer.

Depois de alguns anos, ele conhece Marcão e Claudia, que participam de um projeto social que busca ajudar jovens e crianças em situações de riscos, inserindo-os na sociedade e deixando de lado a sensação de exclusão por parte dela a essas pessoas. Logo de cara o menino tem certa resistência e acaba maltratando os dois, mas aos poucos Claudia vai ganhando espaço e, quando percebe, o menino já conversa e se torna outra pessoa.

Agora ele mora com Claudia e Marcão. Eles têm um filho mais novo, que também é receptivo. Agora, com uma família de verdade, o jovem volta a estudar, trabalha e começa a pensar em sonhos. Sua vida agora é outra e mudou totalmente.

Mas claro que ele ainda terá muitos obstáculos pela frente, além de problemas mais complexos e terá que lutar ainda mais por seu objetivo final. Seu esforço irá valer a pena, a vida dele irá mudar, mesmo que com perdas.

Uma história repleta de emoção, momentos de raiva, choro e felicidade, um livro completo. Ainda mais por ser tão próxima da realidade, foi uma ficção que mexeu comigo.

Esse é o segundo livro dos autores que leio. O primeiro já tinha me conquistado, esse foi ainda melhor. Percebi uma certa evolução na escrita, de fato tem talento e espero conseguir ler outros ainda melhores que esse.

A diagramação está perfeita para leitura, sem erros de revisão. A capa de acordo com a história, tem todo sentido, que só lendo para entender, pois esse detalhe deixei como um mistério no ar para curiosidade de vocês leitores.

Indico a todos que querem algo diferente, repleto de emoções e com algumas verdades, ou para os fãs de autores nacionais - assim como eu, rs.


2 Comentários

  1. Oi, Mari!
    Eita que o Antônio pulou a fila da sorte quando nasceu hein?
    Eu acho bem fofa essa capa, mas o livro não faz meu estilo.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe do sorteio do livro Marianas | Participe do sorteio Mês das Mulheres em Dobro
    Porcelana - Financiamento Coletivo

    ResponderExcluir
  2. Adorei a resenha. Costumo dizer que NOCAUTE é um livro para provocar debate e reflexão. Se as pessoas estão procurando distração, melhor ler outra publicação.

    Quanto ao livro, depois de enfrentar muitos desafios, Pitbull, um menino pobre e sem perspectiva alguma de vida, consegue se tornar campeão mundial de UFC. Além da redução da maioridade penal, o livro debate outros temas, como o ECA, suicídio, importância da leitura, uma doença rara chamada Machado Joseph e principalmente a importância de buscar a superação frente aos problemas cotidianos.

    Em uma sociedade marcada pela extrema desigualdade social, as populações pobres e negras são as mais vulneráveis às violações de direitos humanos, sendo que as mais graves violações se dão justamente na infância e adolescência e que resultam em consequências muitas vezes irreversíveis. Mesmo sendo um romance, apresentamos o debate desta situação no livro.

    Acrescento ainda que o livro também passa mensagens positivas. Apesar de trazer a discussão da maioridade penal, nosso livro aborda diversos outros assuntos e acredito que um dos principais seja como buscar a superação frente aos problemas cotidianos. O desafio foi tentar transmitir a mensagem de que as pessoas devem se manter fiéis ao que realmente acreditam.

    Portanto, muito obrigado pelo interesse e pela parceria. Seguimos à disposição. Grande abraço.

    ResponderExcluir

Agradeço desde já sua visita, adoraria saber sua opinião, critica, elogio, sugestão.
Ah deixe seu link que assim que possível retribuo a visita e o comentário.
Alguma dúvida enviar o e-mail para mari.blogstoriesandavice@gmail.com.
Beijo Mari ♥