Sinopse: Por quase 30 anos, quando a brisa de Londres torna-se mais quente, Daniel caminha pelas margens do Tâmisa e senta-se em um banco. Entre as mãos, tem uma folha de papel e um envelope em que escreve apenas um nome, sempre o mesmo. Ele lista também algumas coisas: os desejos e o que gostaria de falar para sua filha, que ele nunca conheceu. Alice tem 30 anos e sente-se mais feliz longe de casa, sob um céu estrelado, rodeada pela imensidão do horizonte, em vez de segura entre quatro paredes. Londres está cheia de memórias de sua mãe que se fora muito cedo, deixando-a com uma família que ela não parece fazer parte. Agora, Alice está de volta porque seu pai está morrendo. Ela só pode dar-lhe um último adeus. Alice e Daniel parecem não ter nada em comum, exceto o amor pelas estrelas, cores e mirtilos. Mas, acima de tudo, o hábito de fazer listas de dez coisas que os tornam tristes ou felizes. O amor está em todas as partes desta história. Suas consequências também. Sejam boas ou más. Até que ponto uma mentira pode ser melhor do que a verdade?



Mais uma vez a Editora Novo Conceito nos traz os primeiros capítulos de uma linda história. Dessa vez é o de Dez Coisas que Aprendi Sobre o Amor. Já pelo título comecei a imaginar que seria uma linda história. Mas como em toda história de amor, encontramos certa tristeza.

A autora traz algumas histórias, intercaladas, cada uma com sua essência, do significado do amor. A protagonista é Alice, uma jovem que está perdendo seu pai para o câncer. Ela já sofreu uma grande perda há um tempo atrás, sua mãe. Aqui percebo o quanto meu coração ficará apertado durante a leitura.

Pelo que entendi, o livro terá algumas listas. Então, como sugestão da editora, resolvi compartilhar uma listinha com vocês, de 10 coisas que sei sobre o amor...

1.      Ele existe em diversos tipos.
2.      Quando menos esperamos ele surge.
3.      Ele dói, tamanho é o sofrimento.
4.      Com ele aprendemos.
5.      Quando o encontramos, ficamos mais leves.
6.      Alegria é constante, faça sol ou faça chuva.
7.      Quando compartilhado, ele se multiplica.
8.      Ele não tem distinção. Perante a ele somos todos iguais.
9.      O mundo fica mais colorido.
10.  Ele é raro, mas não impossível!


Essa é minha primeira impressão da pequena parte que li do livro. Não vejo a hora de tê-lo para finalizar a linda história.


3 Comentários

  1. ja estou super instigada com essa história, a história de Daniel ja esta me fazendo lágrimas! Segredos e emoções não vão faltar!
    felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. ja estou super instigada com essa história, a história de Daniel ja esta me fazendo lágrimas! Segredos e emoções não vão faltar!
    felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Olá Mari,

    vi a editora Novo Conceito falando bastante desse livro e confesso que fiquei curioso e ansioso pelas novidades que estão por vir.. Contudo, gostei de conhecer ele melhor, como será, a ideia das listas, por exemplo, achei super interessante. Acho que lerei kk, estou precisando ler histórias assim..

    Abraços
    www.entrepaginasdelivros.com

    ResponderExcluir

Agradeço desde já sua visita, adoraria saber sua opinião, critica, elogio, sugestão.
Ah deixe seu link que assim que possível retribuo a visita e o comentário.
Alguma dúvida enviar o e-mail para mari.blogstoriesandavice@gmail.com.
Beijo Mari ♥