Título do Livro: Cruzando o caminho do sol
Autor (a): Corban Addison
Editora: Novo Conceito
Número de Páginas: 447
Nota:
Favorito

Sinopse: Sita e Ahalya são duas adolescentes de classe média alta que vivem tranquilamente junto de seus familiares, na Índia. Suas vidas tranquilas mudam completamente quando um tsunami destrói a costa leste de seu país, levando com suas ondas a vida de seus pais e da avó das meninas Sozinhas, elas tentam encontrar um modo de recomeçar a vida. Mas elas não devem confiar em qualquer...
Enquanto isso, do outro lado do mundo, em Washington, D.C., o advogado Thomas Clarke enfrenta uma crise em sua vida pessoal e profissional e decide mudar radicalmente: viaja à Índia para trabalhar em uma ONG que denuncia o tráfico de pessoas e tenta reatar com sua esposa, que o abandonou.
Suas vidas se cruzarão em um cenário exótico, envolto por uma terrível rede internacional de criminosos.
Abrangendo três continentes e duas culturas, Cruzando o Caminho do Sol nos leva a uma inesquecível jornada pelo submundo da escrevidão moderna e para dentro dos cantos mais escuros e fortes do coração humano.


Resenhado no meu antigo blog Livros de Cabeceira

Cruzando o Caminho do Sol é uma leitura emocionante, fala sobre, amor, sofrimento, abuso de poder, justiça, superação, força, escolhas, tráfico de pessoas, estrupo, violência e o mais importante de tudo FÉ.

O tema mais abordado é o Tráfico de Pessoas, pois é um assunto que acontece todos os dias, horas, minutos, segundos...Achei importante o autor usar esse tema, pois, meio que o assunto esta esquecido e abandonado, pelo menos aqui no Brasil.

O autor soube muito bem transmitir o sofrimento das irmãs Sita e Ahalya, como elas sofreram meu Deus, doeu em mim. Além disso, o autor soube também me prender com a batalha de Thomas tentando encontrar Sita, a busca não ficou cansativa em nenhum minuto, apesar dos detalhes, me passou uma enorme adrenalina e vibrei, chorei, xinguei muito no final \o

Outra coisa que mexeu comigo foi quando Ahalya sofreu seu primeiro abuso sexual, meu muito triste, o autor tem uma perfeita narração, parecia eu ali na pele de Ahalya, até eu fiquei enojada com a situação, além disso, quando a Ahalya é resgata e descobre que estava grávida foi outro ponto que mexeu comigo, caraca, meu que revolta eu senti, a menina deita com um homem forçada, o filha da mãe não usa preservativo, faz o faz e  engravida a menina, e por causa da religião ou até mesmo pela criação familiar, Ahalya tem que dar a luz a uma criança, que foi gerada na pior das circunstâncias. Fiquei imaginando se fosse eu, o que eu faria e você faria o que?

Em geral recomendo o livro de olhos fechados, é um livro digno de leitura, cheia de emoção e com personagens fortes e ao mesmo tempo fracos, um livros que nos mostra como o ser humano é um animal mais cruel que existe no mundo, nos faz pensar em como a vida é sofrida e o quanto temos que ser fortes.

Obrigada Novo Conceito por permitir a leitura desse maravilhoso livro.
 Uma beshya não podia esperar da vida nada além do ar em seus pulmões, água e comida em seu estômago, um teto sobre sua cabeça e a afeição daquela como ela. Para sobreviver em um mundo como esse, ela teria que arrancar o coração do corpo.

O quote que mais mexeu comigo, que leu vai entender o porque.


-Para mim, você será sempre meu dada, meu irmão mais velho - disse ela. -Feliz Holi! 


7 Comentários

  1. Caramba, que livro forte.
    Assunto muito forte e reflexivo.
    Infelizmente, o ser humano é o pior dos animais e é porque é tido coma racional.
    Fiquei com vontade de ler.

    Lisossomos

    ResponderExcluir
  2. a premissa é bem forte, realmente... e eu curto leituras assim...nao sabia que o livro tratava de temáticas tão intensas...
    se eu tiver a oportunidade, lerei...
    bjs...

    ResponderExcluir
  3. Olá, tudo bem?
    uau, esse livro parece ser bem forte, bem impactante e emocionante. Além disso trazer um tema como tráfico de pessoas e ser ambientado na Índia são fatores que me fazem querer ainda mais ler essa obra que parece ser fantástica, vou colocar na lista e espero poder realizar essa leitura.
    Beijos <3

    ResponderExcluir
  4. Oi, achei a premissa desse livro envolvente e bem denso e profundo, de uma magnitude e profundidade que nos envolve e nos transporta até o cenário que os personagens estão vivendo. Fiquei bem curiosa para ler esse livro e já vou anotar a dica.
    bjus

    ResponderExcluir
  5. Olá, adorei sua resenha nos fez sentir um pouco do que esperar dessa leitura que já tem um título forte, então me chamou atenção e aborda um tema bem atual o qual vale a pena conhecer. Bjs

    ResponderExcluir
  6. Achei a premissa da obra muito boa. Fiquei muito interessada em ler a obra, apesar de achar que a parte que narra o abuso sexual sofrido por Ahalya deva ser meio pesado e sofrido. Mas fiquei com a intenção de ler o mais breve possível.

    Tatiana

    ResponderExcluir
  7. Já tem um bom tempo que li e lembro de como fiquei angustiada ao longo da leitura e torcendo para que a protagonista conseguisse se livrar desta atrocidade. E pensar que estas coisas acontecem de verdade...
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir

Agradeço desde já sua visita, adoraria saber sua opinião, critica, elogio, sugestão.
Ah deixe seu link que assim que possível retribuo a visita e o comentário.
Alguma dúvida enviar o e-mail para mari.blogstoriesandavice@gmail.com.
Beijo Mari ♥