A menina da Neve
Autora: Eowyn Ivey
Editora: Novo Conceito
Número de Páginas: 352
Sinopse: Alasca, 1920: um lugar especialmente difícil para os recém-chegados Jack e Mabel. Sem filhos, eles estão se afastando cada vez mais um do outro. Em um dos raros momentos juntos, durante a primeira nevasca da temporada, eles constroem uma criança feita de neve. Na manhã seguinte, a criança de neve some. Dias depois, eles avistam uma criança loira correndo por entre as árvores. Uma menina que parece não ser de verdade, acompanhada de uma raposa vermelha e que, de alguma formam consegue sobreviver sozinha no frio e rigoroso inverno do Alasca. Enquanto Jack e Mabel se esforçam para entender esta criança que parece saída das páginas de um conto de fadas, eles começam a amá-la como se fosse sua própria filha. No entanto, nesse lugar bonito e sombrio, as coisas raramente são como aparentam, e o que eles aprenderão sobre essa misteriosa menina irá transformar a vida de todos.

Minha Opinião:


Quando recebi a amostra do livro, logo de cara a história me encantou e tive uma sensação de que aqui encontraria algo diferente do que andava lendo. Essa sensação não foi equivocada, pois acabei encontrando uma leveza e um drama em cada página, que nos faz refletir sobre o sentimento de perda e vazio.

A história se passa no ano de 1920,e nos mostra um casal que perdeu seu filho e decidem se mudar para deixar as lembranças tristes para trás. O que eles não esperavam é que seria tão complicado e difícil, por ser uma cidade com nevascas e muito frio.

Um dia, ao perceberem que a nevasca deixou uma neve fofa, decidem então fazer uma boneca de neve, colocando roupas de menina. No dia seguinte, percebem que ali só se encontrava um monte de neve, e avistam uma menina andando por ela. Seria ela fruto da imaginação ou realidade? É isso o que pensamos logo de cara, mas no decorrer da história percebemos certo desenvolvimento dessa menina.

A menina tem aquele toque de magia, imaginação e um tanto de realidade, que nos deixa fascinados por conhecer mais detalhes sobre ela. De onde ela vem? Para onde ela vai?

A forma como a autora escreve parece poesia, de tão delicada com as palavras que leva o leitor a entrar no mundo da fantasia.

“A menina conhecia a floresta e seus atalhos. Ela encontrava comida e abrigo. Não era só disso que uma criança precisava? Mabel diria que não. Diria que a menina precisava de calor e afeto e de alguém para cuidar dela, mas Jack ficou imaginando se isso tinha ou não mais a ver com os desejos da mulher do que com as necessidades da criança.” 

Outro ponto que gostei muito é a parte da descrição e ambientação. Ela consegue ter aquela riqueza de detalhes sem deixar o livro cansativo. Porém essa parte se estende na hora da caça, e isso eu não gostei muito, mas diante do livro, num todo, foi uma leitura boa e encantadora.

Indico para aqueles que querem algo diferente para ler, um livro em forma de poesia, como mencionei anteriormente.


O trabalho da editora está no padrão das demais publicações, com fonte boa para leitura. A capa nos deixa o convite para conhecer a história.


Um Comentário

Agradeço desde já sua visita, adoraria saber sua opinião, critica, elogio, sugestão.
Ah deixe seu link que assim que possível retribuo a visita e o comentário.
Alguma dúvida enviar o e-mail para mari.blogstoriesandavice@gmail.com.
Beijo Mari ♥