O doador de memórias
Autora: Lois Lowry
Editora: Arqueiro
Número de Páginas: 190

Sinopse:Em O doador de memórias, a premiada autora Lois Lowry constrói um mundo aparentemente ideal onde não existem dor, desigualdade, guerra nem qualquer tipo de conflito. Por outro lado, também não há amor, desejo ou alegria genuína. Os habitantes de uma pequena comunidade, satisfeitos com a vida ordenada, pacata e estável que levam, conhecem apenas o presente o passado e todas as lembranças do antigo mundo lhes foram apagados da mente.  Um único indivíduo é encarregado de ser o guardião dessas memórias, com o objetivo de proteger o povo do sofrimento e, ao mesmo tempo, ter a sabedoria necessária para orientar os dirigentes da sociedade em momentos difíceis. Aos 12 anos, idade em que toda criança é designada à profissão que irá seguir, Jonas recebe a honra de se tornar o próximo guardião. Ele é avisado de que precisará passar por um treinamento difícil, que exigirá coragem, disciplina e muita força, mas não faz ideia de que seu mundo nunca mais será o mesmo. Orientado pelo velho Doador, Jonas descobre pouco a pouco o universo extraordinário que lhe fora roubado. Como uma névoa que vai se dissipando, a terrível realidade por trás daquela utopia começa a se revelar.


Minha Opinião:
Antes de falar sobre o livro, tenho que confessar que só fiquei curiosa depois que ouvi algumas coisas sobre o filme, descobrindo que a adaptação alterou algumas coisas.

O Doador de Memórias me fez refletir sobre algo que costumo me questionar: a lembrança do passado. Muitas vezes desejei ter certas partes do passado apagadas, mas percebo agora que graças a essas lembranças hoje consigo tomar decisões diferentes, caminhos distintos, que sempre temos um importante aprendizado do passado.

No livro conhecemos o jovem Jonas, que vive em uma sociedade perfeita e equilibrada. Ele mora com seus pais e uma irmã mais nova. Podemos dizer que é uma família montada, não tem vínculo de sangue. Aqui os pais tem a função de ensinar as regras às crianças nessa sociedade toda padronizada. Agora prestes a completar 12 anos, o jovem irá descobrir sua profissão.

Aqui não existe amor. A palavra tampouco é mencionada, só existe a convivência perfeita e igualitária para todos.

A população tem uma cerimônia a cada novo ciclo, que é diferenciado pelos aniversários. Desde pequenos se vestem iguais, com funções pré-estabelecidas.

Após a descoberta de sua profissão, Jonas começa a questionar algumas regras, descobrindo verdades que sempre foram omitidas por todos, inclusive pelo pai de criação.

Um livro que, como mencionei no início, nos faz refletir em alguns aspectos referentes às lembranças, a possibilidade de uma sociedade perfeita, mas repleta de regras e sem nenhum tipo de liberdade.

Indico a todos que gostem de uma leitura leve, sem emoções e para aqueles que querem algo diferente.

A edição, mesmo sendo simples, é perfeita, sem erros, diagramação ótima para a leitura e folhas amarelas.

Pretendo assistir em breve o filme e publicar minha opinião aqui também pra vocês leitores.






18 Comentários

  1. Olá Flor! Eu costumo dizer que quem não tem passado, não terá futuro. Por isso nossas lembranças, mesmo que ruins, são tão importantes. Não li o livro e nem vi o filme, mas tenho vontade de fazer ambos.uma visão diferente do conceito de vinculos, pelo o que vc falou de não existir amor. Vou ler, com certeza. bjs
    Eykler
    www.amorascompimenta.com

    ResponderExcluir
  2. Eu só vi o filme, ainda não li o livro, mas gostei muito do filme, acho que passa uma ótima mensagem.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Gostei desse livro, mas achei o final meio locuta!
    Mas o enredo vale a pena =)
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Eu não li o livro, mas assisti ao filme e gostei bastante. Quero muito ler, pois geralmente o livro é sempre melhor e mais detalhado que o filme.
    Achei bacana o que você disse sobre as nossas lembranças, afinal são as lembranças de nossas experiências vividas que nos fazem ser quem somos.
    Beijos

    Li
    literalizandosonhos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Mari-linda,
    Se te disser que não tinha me interessado por esse livro até agora? :O Achei que a proposta dele era diferente do que você mencionou aqui… Pareceu-me distópico, de um jeito mais reflexivo. Gostei e anotei a dica.

    Beijos!
    http://myqueenside.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Ola, tudo bem ?
    Eu comecei a ler esse livro e parei, acho que justamente pela falta de emoções dele, acredita, gosto de livros que nos prende que as palavras chegam carregadas de sentimentos. O fato dos personagens viverem sem memórias, com tudo muito regrado tirou meu entusiasmo para a leitura. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  7. Oi, Mari, tudo bem?

    Esse é um livro que eu nunca tive curiosidade de saber sobre o que se trata. Mas li a sinopse e a sua resenha e fiquei curiosa! Parece ser um livro bem diferente, talvez por isso eu tenha visto opiniões tão divergentes por aí... Entrou pra minha lista!

    Beijos, Be
    www.clubedas6.com.br

    ResponderExcluir
  8. Oiee ^^
    Eu acabei gostando mais do filme do que do livro, isso porque achei a história um pouco cansativa e enrolada na obra literária, mas gostei bastante de ambos. Espero que você goste da adaptação :)
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oie, Mari.
    Sou super curiosa pra ler O Doador por conta do número de elogios que o livro tem. Descobri há pouco tempo que é uma distopia, então mais um ponto para a obra! Antes vou assistir o filme, claro. Se gostar do enredo no geral, dou uma chance ao livro com certeza.
    Com carinho,
    Celly.

    Me Livrando ❤

    ResponderExcluir
  10. Bom, nao li o livro nem assisti o filme, mas me lembrou um pouco do filme A Vila, mas só assim de raspão hehe, é um livro bem diferente dos que eu costumo ler, mas me pareceu legal, acho que vou assistir o filme primeiro... bjos

    CarolMello.com

    ResponderExcluir
  11. Oii eu estou curiosa para ler esse livro desde a Bienal do ano passado, também não assisti o filme, mas posso dizer que a sua resenha me surpreendeu.. eu imaginaria qualquer coisa, menos um livro leve :o
    Parabens pela resenha muito bem escrita
    beijos
    http://livrosetalgroup.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Oii!

    Parabéns pela resenha!
    Não li esse livro ainda, mas tenho muita vontade de ler ^^
    A capa é linda demais!

    Beijos, Amanda
    www.vicio-de-leitura.com

    ResponderExcluir
  13. Oi!
    Por enquanto eu só assisti ao filme, mas gostei bastante da história. Quero ler, mas não está entre minhas prioridades... essa reflexão sobre a possibilidade de uma sociedade perfeita, mas cheia de regras e sem sentimentos foi a melhor parte do filme, espero achar o mesmo do livro...
    Bjs
    http://sobrelivrosesonhos.blogspot.com/2015/03/promocao-100-seguidores-do-blog.html

    ResponderExcluir
  14. gosto de livros diferentes, dica anotada rsrs
    Vou assistir o filme primeiro e dpois leio o livro, ou vc acha que é melhor ler primeiro e assistir depois.
    Tem continuação né?!
    bjos
    Pah
    Lendo e Escrevendo

    ResponderExcluir
  15. Oiee.
    Não li esta obra ainda, mas estou bem curiosa para conhecer mais a fundo a trama.
    E ainda ver o filme

    Beijos
    www.amorliterario.com

    ResponderExcluir
  16. Eu não me interessei nem pelo livro,e muito menos pelo filme,essa questão da falta de emoção só me faz desistir mesmo de ler o livro.Mesmo com pontos reflexivos,gosto de me envover emocionalmente com os personagens e a história.

    bjsss

    Apaixonadas por Livros

    ResponderExcluir
  17. Olá!
    Eu achei a sua resenha muito boa e tenho curiosidade em ver o filme. Acho que o livro vai ficar um pouco cansativo para mim. Mas é uma história bem diferente, das outras distopias.
    Beijinhos!
    http://eraumavezolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Olá tudo bem?
    Esse livro me chama muita atenção e sua resenha me deixou animado, além de ser uma distopia, já li vários comentários positivos e isso me deixa bem ansioso. Quero poder ler essa história o mais breve possível.
    Abraços, Carlos.

    http://blogchuvadeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Agradeço desde já sua visita, adoraria saber sua opinião, critica, elogio, sugestão.
Ah deixe seu link que assim que possível retribuo a visita e o comentário.
Alguma dúvida enviar o e-mail para mari.blogstoriesandavice@gmail.com.
Beijo Mari ♥