O começo do Adeus
Anne Tyler
Total de Páginas: 206
Editora: Novo Conceito

Sinopse
Anne Tyler nos leva a um romance sábio, assustador e profundamente tocante em que descreve um homem de meia-idade, desolado pela morte de sua esposa, que tem melhorado gradualmente pelas aparições frequentes da mulher — na casa deles, na estrada, no mercado. Com deficiência no braço e na perna direita, Aaron passou sua infância tentando se livrar de sua irmã, que queria mandar nele. Então, quando conhece Dorothy, uma jovem tímida e recatada, ele vê uma luz no fim do túnel. Eles se casam e têm uma vida relativamente modesta e feliz. Mas quando uma árvore cai em sua casa, Dorothy morre e Aaron começa a se sentir vazio. Apenas as aparições inesperadas de Dorothy o ajudam a sobreviver e encontrar certa paz. Aos poucos, durante seu trabalho na editora da família, ele descobre obras que presumem ser guias para iniciantes durante os caminhos da vida e que, talvez para esses iniciantes, há uma maneira de dizer adeus.



Minha Opinião:
Ainda não conhecia essa autora, mas quando li uma resenha de um outro livro em um blog, a curiosidade me pegou e resolvi passar na frente de outros livros que estão na lista.
Esse não me chamou tanta atenção pela capa, mas pela história em si, antes de começa a leitura já estava preparada para algo com emoções.
É um romance sábio como já está escrito na sinopse, nos conta história Aaron um homem de meia idade que pede sua esposa e fica desolado, pensando e imaginando que seus dias não serão mais os mesmos, só que ele certas vezes começa a ver Dorothy sua esposa. Mas essas aparições são raras e ele começa a fica nervoso, vai aos lugares que ela costumava aparece mais sem sucesso de encontra-la.
Ele trabalha na editora da família e começa a repara que ela publicou alguns guias para iniciantes, que presumem serem guias para iniciantes durante os caminhos da vida.
Com o tempo ele vai começando a aprende a viver sozinho, sem sua esposa, mas sempre com as lembranças dela, mas consegue percebe as alegrias que estão em sua volta, e percebe que deve continua seguindo seu caminho.
Um livro rápido e sem muitos personagens, leve e melancólico, em minha opinião o livro é isso, mas que nos faz refleti nessa etapa que é impossível fugir, O começo do Adeus, nunca estamos preparados para tal fato que será inevitável, por isso é sempre bom lembra as pessoas que amamos o quanto gostamos dela e o quão é importante para nós.
Como já disse o livro é bem tranquilo, ótimo para ler naqueles dias tranquilos que devemos parar pra refleti sobre algo. Indico esse livro a todos que gostem de um livro rápido e leve, mas que nos fazem refleti. 


11 Comentários

  1. Eu gosto de livros tranquilos, são otimos pra ler em dias que precisamos relaxar um pouco.
    Gostei da dica!

    ResponderExcluir
  2. Não sei porque quando li sua resenha fiquei pensando numa frase que a Elena (TVD) falou:
    "Eu achava que o pior sentimento era perder alguém que se ama, mas estava errada. O pior é quando você percebe que perdeu a si mesma."
    Acho que é isso: o personagem está sofrendo com a perda e esquece que à medida que ele fica a buscar alguém que já não está ao lado dele, ele acaba se perdendo. Reencontra-se é o começo para se estar perdo da pessoa que perdeu. Digo, interiormente.

    bjs,
    Camila Márcia
    @camila_marcia
    De Livro em Livro
    Devaneios Fugazes

    ResponderExcluir
  3. Oi mari! Essa é a primeira resenha que leio sobre o livor e agora fiquei com vontade de ler! Quando ele chegou aqui em casa, apesar da presença do livro, não gostei muito da capa não...
    Então nem li a sinopse e nem procurei saber. Sei que é uma atitude idiota e só agora percebo o quanto perdi em não conhecê-lo melhor.
    Você me deixou super curiosa e isso de perder alguém e conseguir seguir em frente é muito difícil. Quero ver como a autora abordou um tema tão tocante assim! :)

    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  4. Parabéns pela resenha Mari! Estou ansiosa para ler O Começo do Adeus! Beijo!

    ResponderExcluir
  5. Oi flor!
    Apesar de gostar dessas características (leve, rápido, reflexivo), acho que eu passo!
    Não tenho muita vontade de ler...
    Beijão!

    ResponderExcluir
  6. Quando vi o livro pela primeira vez, resolvi fazer uma pesquisa para saber mais sobre ele. Então li diversas resenhas, comentários favoráveis e alguns desfavoráveis. Marquei como desejado, está em minha lista de espera. Agora encontro mais uma resenha e gostei muito da sua opinião. Decididamente, vou ler.

    ResponderExcluir
  7. Oi Mari!

    Não tenho muita vontade de ler "O Começo do Adeus", apesar de me parecer bem reflexivo, mas de qualquer forma o leria mais pra frente, rsrs!

    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Tenho que ler esse livro...Mas sempre passo algum livro na frente dele. Vou tentar ler antes do fim do ano ^^
    Adorei sua resenha :)
    Beijos
    Brubs

    ResponderExcluir
  9. Oi Mari.
    Eu gosto de livros tranquilos e rápidos, porém me ficou uma dúvida: é uma história triste, que nos faz chorar? Ótima sua resenha, fiquei curiosa.
    Beijos

    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  10. Oie querida =)
    Gostei da tua opinião ainda não li o livro e quero ter a oportunidade de está fazendo isso.
    As vezes gosto de ler livros leves para fugir da rotina.
    Beliscões carinhosos da Máh-
    Felicidades nos Livros

    ResponderExcluir
  11. Maaarilinda, que saudade de ti!

    Eu conhecia esse livro por nome, mas não é um enredo que me atrai assim PARA TUDO PRECISO LER AGORA.
    Não gosto de livros melancólicos, prefiro aqueles que tratem de uma situação triste com humor irônico ou algo do tipo.
    Senão eu fico mais triste que o próprio personagem! /:

    Beijoca!
    @pirulitolimao

    ResponderExcluir

Agradeço desde já sua visita, adoraria saber sua opinião, critica, elogio, sugestão.
Ah deixe seu link que assim que possível retribuo a visita e o comentário.
Alguma dúvida enviar o e-mail para mari.blogstoriesandavice@gmail.com.
Beijo Mari ♥